Devemos amar a formação



6 novembro, 2016


Nós coordenadores de grupo de oração já perdemos as contas de quantas vezes pedimos ao Senhor para encher nossos grupos, para enviar mais participantes e servos. Porém, Deus é infinitamente sábio. Ele não pode enviar mais frutos do que aqueles que cabem em nosso celeiro (cf. Lucas 12, 16-18). Por isto, para que nosso grupo de oração possa se encher de frutos primeiramente precisamos melhorá-lo, reconstruí-lo, para assim comportar a colheita. E o único caminho para derrubar e reconstruir nosso grupo de oração passa pela FORMAÇÃO!

Por isto nós devemos amar a formação!

Amar é dedicar seu tempo e sua vida naquilo que se é alvo do nosso amor. Como amo meus filhos, dedico meu tempo a eles, brinco, passeio, educo, corrijo. Se amo a formação, dedico meu tempo a ela e lhe dedico um lugar preferencial na minha coordenação e no meu planejamento.

Mas o que é formar? Formar é obedecer ao Senhor! Vejamos o que Deus nos diz em sua palavra:

“Os onze discípulos foram para a Galiléia, para a montanha que Jesus lhes tinha designado. Quando O viram, adoraram-No, entretanto alguns hesitavam ainda. Mas Jesus, aproximando lhes disse: toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, pois e ensinai todas as nações.”

Mateus 28, 16-19

Formar é um mandamento do Senhor. Às vezes focamos tanto em “Ide e pregai” que esquecemos que também nos foi ordenado “Ide e ensinai”. É uma missão nos confiada diretamente por Jesus, porém, muitas vezes achamos que formar é apenas missão do ministério de formação e que não precisamos nos preocupar com isto, mas esta atitude não condiz com aquilo que a Igreja diz:

“A formação não é um privilégio de uns poucos, mas sim um direito e um dever para todos”

Christifidelis Laici, 63

Portanto, tomemos posse disso: formar é minha missão, independente do ministério ou movimento que esteja inserido.

Formar é fazer discípulos para Jesus. Na tradução de Jerusalém o versículo 19 é traduzido como “Ide, portanto, e fazei que todas as nações de tornem discípulos”, portanto, formar não é apenas ministrar conteúdo, mas alimentar o irmão com o necessário para desempenhar bem sua missão de discípulo. Isto não pode ser feito com pressa. Jesus formou os discípulos por 3 anos. O próprio Mestre se preparou por 30 anos antes de iniciar seu ministério que durou apenas 3 anos. E nós muitas vezes queremos pular etapas, “dar apenas o principal”. Precisamos mudar nossa mentalidade.

Mas pra formar precisamos de conteúdo. Com o que devemos formar nosso povo? A resposta vem direto da Comissão Nacional de Formação e se chama PROCESSO FORMATIVO. O material já está disponível e só temos que colocá-lo em prática, orar para ouvir de Deus “como” colocar em prática e não mais para “o que” colocar em prática. Precisamos vencer em nós a barreira das realidades, em que se repudia uma moção nacional por não ser a “minha realidade”. Meu irmão, só existe uma realidade, SOMOS RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA, e esta é nossa realidade! Coloquemos o processo formativo em prática em “nossa realidade”.

Por fim, até mesmo entre os discípulos alguns hesitavam, como nos diz o versículo 16. Precisamos vencer nossos traumas em relação ao novo e romper com toda hesitação, comodismo, rotina, traumas com formações passadas, dificuldades de aprendizado e preconceitos e nos abrirmos a graça da formação, somente ela poderá reconstruir nossos grupos de oração para acolher os frutos que o Senhor já está fazendo crescer, afinal, “quer unção, vem pra formação”!

“A formação não é uma gaiola. A formação é um ninho seguro para que quando estivermos voando no Espírito Santo tenhamos um lugar seguro para colocarmos nossos pés”.

Klaus Newman

MF Goiás

Texto retirado do site RCC Brasil.



COMPARTILHE ESTA PAGINA


Deixe um comentário

   
 
Semana de Pastoreio Diocesano 2017

Rebanhão de Carnaval 2017

Devemos amar a formação

III Congresso Diocesano
 
 
Devemos amar a formação

RCCBRASIL lança curso online “Formação de Formadores”

7 AVIVA JOVEM

Inscrições abertas para o ENF 2016
 
 
O coração peregrino

Tirar a máscara e sair à luz

Palavra de Vida

O servo sofredor